Notícias

fev 03

Revendedor não deve abrir mão da amostra-testemunha

Algumas distribuidoras têm disponibilizado aos revendedores, via sistema eletrônico ou papel/impresso, uma autorização para que o revendedor dispense a coleta e a retirada da amostra-testemunha em suas bases (modalidade FOB), contrariando o que determina a Resolução ANP 44/2013. Esta sugestão de recusa é colocada como vantagem à revenda por reduzir o tempo que o caminhão permanece na base e a diminuição de custos com a guarda do produto.

A Fecombustíveis recomenda que o Revendedor não assine este termo e exija a entrega da amostra-testemunha. Sem ela, é impossível comprovar que o posto recebeu o combustível em conformidade, especialmente porque determinadas especificações, como teor de biodiesel, ponto de fulgor, PH, condutividade elétrica, entre outras, serem identificados somente em testes de laboratórios.

Se o revendedor dispensar a amostra, significa que ele vai assumir a culpa no lugar da distribuidora, caso o produto venha da base com não conformidade.

A dispensa da amostra-testemunha pela BR, e também pela Raízen, foi tema da edição 178 da revista Combustíveis & Conveniência. Para conferir esta matéria, clique aqui.

Acesse o site da ANP e obtenha outras informações sobre este tema.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Fecombustíveis